fbpx

Jornalista sete-lagoano lança livro sobre Circuito das Grutas

“Origens” terá lançamento no Casarão no dia 15 de maio.

Anote na agenda: no dia 15 de maio, às 19h, no Casarão (Centro Cultural Nhô-Quim Drummond), na Praça Tiradentes (Centro de Sete Lagoas), o jornalista e escritor sete-lagoano Caio Pacheco lança o livro-reportagem “Origens”. A obra mostra as belezas naturais das grutas da Lapinha, do Rei do Mato e do Maquiné que, juntas, integram a Rota das Grutas Peter Lund – naturalista dinamarquês que descobriu fósseis humanos e de animais nesta região, datados da pré-história. O livro também aborda como aqui chegaram os “primeiros americanos”, há 15 mil anos da Sibéria, no Noroeste da Ásia, até a região central de Minas Gerais.

“Pré-história e turismo estão lado a lado neste livro”, revela Caio Pacheco. Ele entrevistou arqueólogos, antropólogos, biólogos, turismólogos, historiadores, gestores dos atrativos turísticos e outros personagens. “São nove capítulos que seguem uma linha do tempo e conta de onde viemos, como chegamos até aqui e a importância do Circuito das Grutas para o desenvolvimento do turismo”, afirma o autor da obra.

Quatro capítulos são dedicados à pré-história, com informações dos professores Fabrício Rodrigues Santos (UFMG), Cástor Cartelle (PUC Minas) e André Strauss (USP). Outros cinco capítulos tratam do Circuito das Grutas com gestores e especialistas, desde as peculiaridades de cada monumento até o questionamento do futuro da Rota Lund.

A proposta inicial de ‘Origens’, de acordo com o autor, é demonstrar todo o potencial turístico de Sete Lagoas, Lagoa Santa, Cordisburgo e região, assim como despertar a sociedade para a necessidade de preservar o patrimônio natural e histórico construído durante milhões de anos. “Os atrativos são para nós, mineiros, brasileiros e estrangeiros. Aqui está momento singular de nossa História”, afirma.

Apoios

Segundo Pacheco, o resgate da história e o fomento ao turismo são marcas que a sociedade precisa valorizar e difundir. “Posso dizer que essas são as premissas do livro. Nenhum esforço, por maior que fosse, seria capaz de transformar o sonho em projeto se não fosse a sensibilidade e o apoio de empresários, da escritora Erika Nogueira, da Gellak, do Grupo UAI e do Circuito das Grutas. São apoios fundamentais e que representam a concretização do livro. São a assinatura de credibilidade à obra, feita para toda a sociedade”, finaliza.