fbpx

Jogos universitários despertam nova vocação turística de Sete Lagoas

Há 18 anos na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, o coordenador de Esportes da Prefeitura, Fabrício Fonseca, estava acostumado a seguir o calendário-base da cidade. “Nossas ações sempre foram muito voltadas para projetos sociais, atendimento a público local, ruas de lazer”, lembra.

A partir de 2018, no entanto, essa realidade começou a mudar. Sete Lagoas recebeu o Economíadas, jogos universitários com 800 participantes e, em 2019, o Engenharíadas, com mais de 8 mil universitários, que permaneceram por cinco dias na cidade e movimentaram mais de R$ 4 milhões em alimentação, entretenimento, transporte, hospedagem e outros gastos.

Segundo Fabrício, foi um grande desafio. “Como, através do esporte, podemos ajudar a trazer turistas para a cidade? Foi nessa hora que acendeu uma luz. Foi um sucesso e é um caminho que temos que manter como calendário fixo, independentemente de qual evento esportivo venha para cá. Temos que ter pelo menos dois ou três eventos desse porte por ano na cidade”, conta.

Mais eventos
A Secretaria, agora, em parceria com o Grupo Uai de Hotéis e Pousadas de Sete Lagoas e Região (Grupo Uai), está em negociações com eventos semelhantes, como o JAMG (Jogos dos Advogados de Minas Gerais) e também os Jogos Jurídicos de Minas Gerais. Para o segundo semestre deste ano, pelo menos três grandes eventos de futebol estão no radar. “Claro que o Grupo Uai, quando surgiu com os grupos de hotéis, entendeu que seria bom ter a parceria do setor público. Então, além da Cláudia Elane, do Turismo, nos convidou também. Principalmente a partir do interesse desses jogos universitários”, revela Fabrício.

Vocação
O coordenador de esportes da Prefeitura acredita que agora há uma porta aberta para esse tipo de evento, fomentando a economia da região. “Se tivéssemos um time local que disputasse torneios nacionais, receberíamos turistas aqui com maior frequência. Curvelo tem um autódromo que recebe competições nacionais e até internacionais. E agora descobrimos nossa vocação, que são os jogos universitários. Acredito que esse é o canal da área esportiva para fomentarmos o turismo em nossa região”, finaliza.